Perguntas Frequentes 

Lista com algumas das perguntas mais frequentes. 

O que significa o termo “Prata de Lei”?

Prata de lei é um termo português antigo que surgiu no século XV para aprimorar as relações comerciais da prata. Quando o metal era chamado prata de lei significava que tinha na sua composição no mínimo 80%. Hoje em dia o termo tem caído em desuso e existe a nomenclatura Prata 925 e Prata 950. Esses termos identificam a percentagem de prata nas peças, 92,5% e 95%, respectivamente.

Prata 925? Qual é o significado do termo?

Na realidade é um conceito muito simples. Significa que a prata 925 é composta por 92,5% de prata e 7,5% de outros materiais. Então não posso ter uma joia em prata 100% pura? É raro encontrar peças com prata 100% pura, já que teriam uma dureza muito baixa e por consequência deformariam com muita facilidade.
Os metais adicionados são muito importantes porque facilitam a elaboração das joias e aumentam a sua resistência, o que se vai aumentar a sua durabilidade.

Ora bem, Prata 925, Prata de lei ou 950, qual a diferença, e qual a melhor?

Olhando para os números seria de pensar que a prata 925 é inferior à prata de lei. Porém, na realidade, esta também apresenta altíssima qualidade e durabilidade. A diferença, portanto, encontra-se apenas em seu grau de pureza. Não há “a melhor”. Apesar de apresentarem qualidade, durabilidade e brilho inicial semelhantes, a diferença na sua constituição já é o suficiente para notar variações entre as peças de prata de lei (950) e prata 925. A mais significativa é a tendência da prata de lei (950) escurecer mais rápido que a prata 925, devido à menor percentagem menor de outros elementos. Esse é um dos motivos porque é mais utilizada em joias artesanais.

As perguntas existem para ser respondidas!

× Posso ajudar?